14 de jul de 2010

A dieta Atkins e risco de diabetes


A dieta Atkins foi originalmente desenvolvida por Robert Atkins nos anos 60, e publicad originalmente em seu livro no ano de 1972. A dieta foi muito criticada nos círculos de medicina por recomendar uma ingestão de gorduras saturadas de origem animal e reduzir radicalmente a ingestão de carboidratos, como doces, pães e massas, especialmente os de índice glicêmico alto, ou seja, capazes de elevar significativamente as taxas de açúcar no sangue.

Segundo um grande estudo populacional, realizado por pesquisadores da Harvard School of Public Health (Boston, Estados Unidos), a dieta Atkins associa-se a uma maior incidência de diabetes mellitus do tipo 2.Estima-se um aumento do risco relativo de diabetes na ordem de 12%.

Os principais fatores evolvidos no surgimento de novos casos de diabestes foram a carne vermelha processada e o ferro heme,  encontrado tipicamente nas carnes vermelhas.
Os carboidratos como os doces, pães e massas, podem elevar os níveis de açúcar no sangue, por isso, teoricamente, as dietas com baixos teores de carboidratos, como a dieta Atkins, foram vistas como uma forma de prevenir o diabetes.
Os pesquisadores acreditam que comer carne vermelha e processada pode estimular o desenvolvimento de diabetes por causa do estresse oxidativo, resultante da acumulação de ferro heme dentro do pâncreas, orgão que produz a insulina, hormônio que permite a entrada do açúcar para o interior das células.

Fonte: American Diabetes Association.

0 comentários:

Este Blog tem a função de transmitir informação e NÃO faz parte de uma consulta com profissionais. É preciso saber que a individualidade existe e que não é tudo que funciona para todo mundo. Informe-se e procure um profissional na hora de aplicar a informação!
Obrigada a todos que passam por aqui!