4 de jan de 2011

Beleza além do manequim 38

Muitas mulheres vivem em busca do corpo perfeito, magro e esbelto. Na contramão desse segmento, mulheres acima do peso criam páginas na internet para passar dicas de moda, elevar a autoestima e se aceitarem como são.

Para a psicóloga especialista em Obesidade e Transtornos Alimentares, Luciana Kotaka, o objetivo é desmistificar o corpo magro como perfeito. "O movimento é uma forma delas se enxergarem bonitas, capacitadas e gostarem de si mesmas, podendo ser felizes e sentirem-se realizadas, independente do peso que apresentam", afirma.

Problema com o peso existe desde a infância de Camila Cura. Hoje aos 26 anos e com manequim 48/50, a analista de importação possui um blog com dicas de moda com mais de 700 acessos diários. "Crei o blog para mostrar que as gordinhas podem ser fashion. Fico feliz com o retorno das leitoras que relatam que estão recuperando o amor próprio depois de acessar o blog".

Esse foi o caso da administradora Yvi Alves, 28 anos e manequim 48/50. Ela engordou após a gravidez e lembra que a autoestima voltou após entrar em contato com mulheres que têm na internet uma forma de expressão. "Me olhei por outro ângulo e a percebi que há vida fora do saco de batatas", conta.

A empresária brasiliense, Isabelle Autran, 32 anos, lembra que passou por fases ruins até construir a autoestima inabalável, como costuma dizer. E o manequim 50 não é empecilho para ficar na moda: "É horrível não achar o que vestir, mas não me privo de nada. Se não encontro meu número mando fazer", revela.

Há três meses, a Isabelle criou um blog para auxiliar outras mulheres a tirar dúvidas, passar dicas e marcar encontros de pessoas acima do peso. Nesse período, conta, a página chegou a 600 acessos diários. "Quem disse que só magra é bonita? O jeito que me vejo vai refletir na forma que as outras pessoas vão me ver".

A também blogueira e auxiliar administrativa, Kalline Fonseca, 26 anos e manequim 52, destaca que quer ser feliz hoje e não quando tiver 10 quilos a menos. "Na escola os garotos começaram a dizer que eu era linda, duvidei, mas depois percebi que eu era linda, mesmo pesando duas vezes mais que minhas amigas".

O movimento Love Your Body (Ame seu corpo) chegou ao Brasil por meio da internet, o objetivo é alertar a indústria da moda e o universo publicitário sobre as formas irreais apresentadas em desfiles e campanhas. Kalline, participante dessa ideia afirma ter um balanço positivo do movimento. "Sem dúvida hoje no Brasil existe mais pessoas se amando". Essas iniciativas ajudam milhares de pessoas que ainda não encontraram a real beleza, afirma Luciana. "Muitas mulheres criam a fantasia de que só magras serão felizes. Na verdade, quando alcançam o peso magro percebem que continuam com dificuldades ocultas pelo peso", alerta a psicóloga.

Moda

O movimento plus size está em expansão, empresas especializadas em roupas criam peças que seguem a tendência da moda e cabem no manequim. O principal desafio são os preços ainda salgados para muitos bolsos. A dona da loja Dorcas Plus Size, Flaviana Muniz, sempre teve dificuldades em achar roupas e recorda que sempre sofreu para encontrar roupas bonitas, de qualidade e com valores acessíveis. "Algumas lojas esquecem que não é porque somos gordinhas que temos que andar sem mostrar aquilo que mais gostamos. Por isso abri minha loja", declara.

Saúde

Segundo a nutricionista Giovanna Barros, estar acima ou abaixo do peso não significa estar bem ou mal de saúde. Tem casos de pessoas gordinhas que estão com os exames excelentes, como pessoas magras com colesterol alto. "Com atividade física regular e uma dieta balanceada é possível qualquer pessoa manter a saúde. Pode estar acima do peso, mas com a saúde controlada, feliz e realizada", observa.

Para manter a saúde, Isabelle Autran faz exames gerais todos os anos e frequenta academia e faz hidroginástica. "Não faço apologia à gordura, mas não deixo de comer o que quero por causa do peso".

Mulher Bonita

Toda mulher quer mudar algo aqui ou ali, perder alguns quilos para caber em uma roupa. Entretanto, para as entrevistadas não é porque não conseguem encontrar um jeans ou um vestido com bom caimento que vão se trancar dentro de casa. Para elas, ser uma mulher interessante está além de seguir um padrão de perfeição. Mulher bonita é aquela que é inteligente e enxerga a beleza dentro de si, tem amor próprio e se aceita do jeito que é.

Saúde

Segundo a nutricionista Giovanna Barros, estar acima ou abaixo do peso não significa estar bem ou mal de saúde. Tem casos de pessoas gordinhas que estão com os exames excelentes, como pessoas magras com colesterol alto. "Com atividade física regular e uma dieta balanceada é possível qualquer pessoa manter a saúde. Pode estar acima do peso, mas com a saúde controlada, feliz e realizada", observa.

Para manter a saúde, Isabelle Autran faz exames gerais todos os anos e frequenta academia e faz hidroginástica. "Não faço apologia à gordura, mas não deixo de comer o que quero por causa do peso".

Mulher Bonita

Toda mulher quer mudar algo aqui ou ali, perder alguns quilos para caber em uma roupa. Entretanto, para as entrevistadas não é porque não conseguem encontrar um jeans ou um vestido com bom caimento que vão se trancar dentro de casa. Para elas, ser uma mulher interessante está além de seguir um padrão de perfeição. Mulher bonita é aquela que é inteligente e enxerga a beleza dentro de si, tem amor próprio e se aceita do jeito que é.

www.revistamulherbonita.com.br

http://www.revistamulherbonita.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=257&catid=37&Itemid=56

Participação - Psicóloga Luciana Kotaka, Curitiba -PR

0 comentários:

Este Blog tem a função de transmitir informação e NÃO faz parte de uma consulta com profissionais. É preciso saber que a individualidade existe e que não é tudo que funciona para todo mundo. Informe-se e procure um profissional na hora de aplicar a informação!
Obrigada a todos que passam por aqui!