10 de nov de 2009

Começar de novo...



Faz parte da nossa vida os tropeços durante a caminhada. Mas na maioria das vezes que tropeçamos olhamos para isso como se fossemos fracassados.


Porque sentimos de forma tão negativa esse processo?

Muitas vezes começa dentro de casa, quando cobrados a tirar notas máximas, ou quando temos que assumir tarefas responsabilidades que ainda não temos idade ou preparação para assumir tanta expectativa de nossos pais ou mesmo exigências.

Só que crescemos, mudamos de casa, temos nossos filhos, mas parece que a sensação de termos que ser perfeitos, de dar satisfações continua.

Mudamos por fora, mas por dentro ainda carregamos as marcas das cobranças ou mesmo incentivos exagerados.

Tudo isso faz parte da vida, somos humanos e erramos, agimos de forma errada muitas vezes, até com os nossos nossos pais, filhos, marido,e não porque somos ruins, e sim porque somos assim, seres imperfeitos.


Aprender a lidar com essas imperfeições faz parte de nosso dia a dia. Parar ,refletir e verificar onde precisamos mudar, dar uma lapidada, pois a essência do que é continua aí, dentro de você.

Será que precisamos limpar a casa todos os dias, não dá para tirar o pó dos móveis dia sim e dia não?

Com a comida também funciona assim. Começamos a RA, no terceiro dia damos uma escorregada e muitos já desistem e se acham fracassados , e a Boa Vontade de emagrecer vai embora e o desânimo e pessimismo toma conta.

Essa forma de ser mais pessimista, que não acredita em si mesma tem que ser revisto, pois tanto na RA quanto na vida, essa forma de agir com o mundo e com os obstáculos definirá seu sucesso ou fracasso.

Poder cuidar de si, procurar uma terapia para rever certas crenças que estão impregnadas dentro de você, é de fundamental importância para ter uma vida de alegria e prazer.

Aprender a perceber que entre o preto e o branco existem várias tonalidades de cinza, e que não precisa ser perfeito para dar certo, para ser amado, dá para ser um cinza médio, claro, afinal, cada um é especial por ser quem é, e todos somos diferentes.

Ser feliz é uma porta que se abre para dentro e não para fora!!!

Luciana Kotaka - Psicóloga Clínica -Curitiba

0 comentários:

Este Blog tem a função de transmitir informação e NÃO faz parte de uma consulta com profissionais. É preciso saber que a individualidade existe e que não é tudo que funciona para todo mundo. Informe-se e procure um profissional na hora de aplicar a informação!
Obrigada a todos que passam por aqui!