22 de dez de 2009

Comemorações


Quem já não passou por essa situação?

- Coma mais um pouco querida!
- Estou fazendo regime, obrigada!

- Ah…não vai me fazer uma desfeita dessas né? Vou me sentir ofendida!
É muito comum em almoços de família sua mãe, tia, sogra se sentirem ofendidas quando ousamos dizer um : Não quero mais…estou satisfeita.

Em função da cultura estabelecida dentro do contexto familiar, a comida muitas vezes vem carregada de afeto, ou seja, vem marcada pelo amor a família.

Mas também vivemos essa situação fora da família, em festas, reuniões no trabalho,enfim, a questão é como é difícil para o outro lidar com nossa decisão de emagrecer.

Experimente então falar que está em regime, nossa!!!! Aguente a enxurrada….

- Só hoje, vamos comemorar! - Não seja estraga prazeres, vamos todos comer. - Ah! um pouquinho, só para experimentar.

Mas creio que a pior situação é quando embalamos nessas situações e nos “convencemos” que só naquele “momento” vamos sair fora de nossos objetivos.

Claro que temos que comer, estamos em uma festa, todos comemorando, mas também podemos escolher o que comer ou melhor, quantas coxinhas vamos comer!!!!

Importante mesmo é não sair alardando que está de “regime”, para que todos logo se encarreguem de entupí-lo de comida e que aproveite essa situação para comer mesmo.

Vamos tomar uma posição diferente?

Que tal chegar na festa com tranquilidade e escolher o que comerá, não contar que está se cuidando, e assim cuidar de si mesmo.

Nossa postura diante da vida e das situações é que irão determinar nossas vitórias e fracassos.

Então, vamos nos preparar para a próxima festa?


Luciana Kotaka  - Psicóloga Clínica – Curitiba

www.comportamentomagro.com.br 

1 comentários:

Gi-vida saudável disse...

lu,
perfeita nos seus textos como sempre!!!

agora fala serio, pq o povo acha que NAO comer é desfeita????rssssss

que coisa!!!

portanto, escolher, nao contar e comer sem consciencia pesada!!!

bjks

22/12/09
Este Blog tem a função de transmitir informação e NÃO faz parte de uma consulta com profissionais. É preciso saber que a individualidade existe e que não é tudo que funciona para todo mundo. Informe-se e procure um profissional na hora de aplicar a informação!
Obrigada a todos que passam por aqui!