23 de mar de 2010

Tempo de nos cuidar

Vivemos correndo o tempo todo, e não temos muito tempo de prestarmos atenção a pequenas diferenças que acabamos por viver diariamente, mas em algum momento, quando colocarmos aquela calça, aquela que tanto gostamos e que sempre foi o cheque mate em todas as situações de emergência – SUSTO!!! Ela não nos serve mais….. Vamos engordando devagar, aos poucos, três quilos por ano e, depois de seis em dois anos por exemplo, e quando damos por conta,estamos com 15 kg a mais. Isso acontece porque você não se vê gordo , até porque o peso foi aumentando lentamente, foi gradativo.No momento que ocorre essa constatação, é necessário que se olhe no espelho, com coragem e pense no que pode fazer para recuperar aquela mulher que você conheceu. Emagrecer exige uma organização de vida, determinação, e acima de tudo desejo. Exige uma viajem ao passado em busca de um resgate do eu ou seja, um resgate da auto-estima. Qualquer pessoa que queira, autenticamente, jogar fora os quilos extras, há de conseguir. Mesmo que esse objetivo seja demorado, vai valer a pena. Mesmo que doa, vale a pena. Dor essa que implica na reestruturação de sua rotina alimentar, mas que não precisa ser drástica e radical. Em síntese: Quem quiser realmente emagrecer, vai emagrecer. Mas, é preciso olhar para isso, assumir esse compromisso, não com o profissional de saúde que lhe atende, mas principalmente com você mesma! Luciana Kotaka Psicóloga Clínica Especialista em Obesidade e Transtornos Alimentares

3 comentários:

Ang disse...

O meu caso é o contrario.
Sou magra d+, não reclamo só que queria algo a mais...
Ate entrei na academia, mas e a coragem... Enfim!
Nunca tinha visto um blog como o seu, meus parabens ;)

Ah, quero te pedir q tbm visite meu outro blog.

http://pocketlibro.blogspot.com/
http://a.borralheira.zip.net/

Bjos

26/3/10
jefhcardoso disse...

Tenho uma calça que adoro e já não consigo mais vestir a anos. Ela é verde e sequer abotoa na cintura. A usei para compor meu personagem Bronson de “O Diário de Bronson”.
Encarei o espelho e o confrontei. Perguntei: cadê o cara que sou?

Em síntese: deixei a barba crescer com o propósito de só a retirar quando emagrecer o quanto desejo, fiz um conto baseado em minha r.a (baseado apenas), e tiro uma foto com a calça que não abotoa.

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com que adora lhe ter por lá!

27/3/10
Kilza Miranda disse...

Obrigada pelos comentários, tenham um ótima semana!!

Participem da promoção do www.dicasdenutricao.com

Abraços!

29/3/10
Este Blog tem a função de transmitir informação e NÃO faz parte de uma consulta com profissionais. É preciso saber que a individualidade existe e que não é tudo que funciona para todo mundo. Informe-se e procure um profissional na hora de aplicar a informação!
Obrigada a todos que passam por aqui!