10 de mai de 2010

Celebridades aderem à dieta da papinha de bebê

 
 
DÉBORA MISMETTI
editora-assistente de Saúde
Se depender das celebridades de Hollywood, vai faltar papinha de bebê nos supermercados. De acordo com a nova dieta da moda, 14 daqueles potinhos por dia, mais um jantar "adulto", levam à perda de até três quilos por semana.
Tabloides americanos e ingleses vêm noticiando que as atrizes Jennifer Aniston (do seriado "Friends") e Reese Witherspoon (do filme "Legalmente Loira") estão experimentando o regime.
A cantora Lady Gaga precisou soltar uma nota desmentindo boatos de que estava comendo papinha.
A "autoria" dessa receita de emagrecimento foi atribuída à personal trainer Tracy Anderson, que já atendeu Madonna e Shakira, segundo o jornal inglês "Daily Mail".
As vantagens desse plano alimentar são a praticidade -as papinhas industrializadas não precisam ficar na geladeira e podem ser levadas na bolsa-, e os teores reduzidos de sal e gordura. No Brasil, contêm entre 60 e 100 calorias por porção.
Para os endocrinologistas, é claro, isso é moda passageira. "É aquela velha busca da solução milagrosa", diz Márcio Mancini, da Sbem (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) .
O médico diz que as comidas de bebê são saudáveis -principalmente se o jantar for equilibrado, com fontes de carboidratos, proteínas, verduras e legumes. "É uma solução prática. O problema é a longo prazo. O que a pessoa vai fazer depois que emagrecer?", indaga.
O endocrinologista Alfredo Halpern, chefe do Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do Hospital das Clínicas de São Paulo, diz que a dieta deve realmente funcionar, mas só se a pessoa estiver disposta a comer papinha para o resto da vida. "Toda dieta hipocalórica pode emagrecer. Para manter o peso é que são elas."
Segundo Halpern, como as papinhas são feitas para crianças, é possível que o equilíbrio nutricional seja mantido. Porém, a melhor forma de perder peso é com reeducação alimentar, em que se aprende a comer de tudo em menores porções.
"Do ponto de vista de uma vivência decente, acho a dieta execrável. Até pouco tempo, a moda era a dieta do abacaxi, depois, da ração humana. Não passa um mês sem um novo modismo. Mas ninguém consegue comer ração ou abacaxi a vida inteira", acrescenta.
 

2 comentários:

elaine disse...

Achei muito interessante o texto enviado por dr. Izan. Entrei no site e adorei. Entrem tb vale a pena. Alem do mais fiz meu cadastro no site e recebi 500 pts de bonus. Aproveitem!!!!!!!!!!!!

12/5/10
patrisa disse...

Tb adorei o comentário do dr. Izan Pitthan já entrei no site e tb me cadastrei. Faça o mesmo vale a pena já entrei em contato e marquei uma avaliação grátis.

12/5/10
Este Blog tem a função de transmitir informação e NÃO faz parte de uma consulta com profissionais. É preciso saber que a individualidade existe e que não é tudo que funciona para todo mundo. Informe-se e procure um profissional na hora de aplicar a informação!
Obrigada a todos que passam por aqui!